segunda-feira, 28 de dezembro de 2009



POEMA ONÍRICO

Convido-te a esquecer a ingloriosa labuta. 
A passear prazerosamente pelo bosque.
Provar o doce sumo dos sapotis.
Deslizar na ribanceira sobre palhas secas.
Nadar na poça enlameada pela chuva.
Beber as gotas do sereno madrugal.
Deliciar-se com o doce azedo dos tamarindos.
Colher mangabas no pomar conventual.
Sentar sob o oitizeiro a ouvir cigarras.
Pisar, pés descalços, no tapete de sargaço.
Bordar delicados carneirinhos de nuvens.
Comer flocos de neve na floresta.
Brincar de roda e de peteca no quintal.
Bailar sob floridos caramanchões.
Conversar com as borboletas no jardim.
Lamber o mel dourado das abelhas.
Contar as estrelas cintilantes do céu.
Voar, mundo afora, nas asas do vento.

Convido-te a deitar comigo na relva.
Adormecer sobre o meu corpo cálido.
Entrar suavemente nos meus sonhos,
onde serás verdadeiramente feliz.

Até que a passarada anuncie o amanhecer...


Katia Drummond


Arte: Daniel Pender Davidson

2 comentários:

Kanauã Kaluanã disse...

Um convite... com um sonho bordado como selo!

Dentro: cores, texturas e sabores, que eu diria, lusitanos e brasileiros... a deliciar a(s) língua(s).

Um deleite, poetisa.

Um beijo, com imenso carinho.

Katyuscia.

Kanauã Kaluanã disse...

Querida Poetisa.

Como não poderia deixar de ser, volto para fazer um brinde a ti, agradecer a dádiva de poder beber do teu espaço, embriagar-me de tua poética, e sorrir comovida com tua sensibilidade e força.

Deixo-te fios de sonhos que possas tecer no presente:

http://www.youtube.com/watch?v=-8GAJELSLck&feature=PlayList&p=1C8A069EE630563C&playnext=1&playnext_from=PL&index=28

E o meu carinho.

Feliz 2010!

Katyuscia.